Fundo SOS Amazônia para ajuda humanitária
O que acontece na ponta
1 Comentário

O Fundo SOS Amazônia teve início em janeiro de 2021, no auge da crise de falta de oxigênio e filas nas UTIs em Manaus e no estado do Amazonas ocasionada pela pandemia de coronavírus. Inicialmente, nos planejamos para apoiar as comunidades do estado do Amazonas que estavam sofrendo muito com altas taxas de desemprego, mas,  posteriormente, com a compreensão de que aquela situação se repetiria em outros estados, decidimos atender amplamente os 9 estados da Amazônia legal onde a Vaga Lume atua. Fizemos um levantamento para mapear as reais necessidades das famílias nas 86 comunidades com bibliotecas Vaga Lume em janeiro e percebemos que muitas delas estavam em estado de extrema vulnerabilidade.

Em 2021, já tínhamos aprendido muito com a gestão de 2020, e percebemos que a situação iria se acentuar, por isso resolvemos atuar com ajuda humanitária para apoiar as famílias das comunidades com bibliotecas Vaga Lume na Amazônia.

As compras das cestas básicas foram realizadas localmente considerando o apoio  financeiro local, contando com o apoio logístico das secretarias de educação e outras instituições. As distribuições foram realizadas com a contribuição dos voluntários para as famílias das comunidades que se inscreveram no edital de ajuda humanitária da Vaga Lume.

Até o momento, conseguimos fazer a distribuição de 2.777 cestas básicas e materiais de educação em:

  • 19 comunidades do Amazonas (1422 cestas básicas)
  • 3 comunidades do Acre (300 cestas básicas)
  • 23 comunidades do Pará (1055 cestas básicas)

Nas próximas ações, vamos atender 42 comunidades em 11 municípios dos estados: MA, AP, RR, MT, RO, TO e AM com 2.300 cestas básicas. 

É emocionante perceber o que somos capazes de realizar juntos: organizações da sociedade civil, pessoas, empresas e secretarias municipais. Aproveitamos para agradecer aos voluntários, que têm um papel gigantesco de garantir que as cestas e produtos cheguem exatamente aos locais onde são mais necessárias, operacionalizando a logística, fazendo listas de entregas, tirando fotos e fazendo vídeos. 

Importante destacar que não fazemos nada sozinhos, a mobilização de uma série de pessoas e parceiros envolvidos faz com que essas ações sejam possíveis: Itaú Social, Global Giving, Embaixada da Nova Zelândia, União BR, Instituto Phi, Coca-Cola Foundation, Instituto Malwee, Fundação Amor Horizontal, Machado Meyer, Olhar de Bia, EMS, Interfarma, Battistini, C6 Bank, Insider, Alia, DP6, FOIRN, além de muitos doadores pessoas físicas e  Secretarias Municipais. 

Redação: Fernanda Prado e Lohana Gomes

Revisão: Julia Pires

Artigos relacionados

1 Comentário. Deixe novo

  • Cristiane da Silva Coelho
    1 de julho de 2021 10:01

    Quero agradecer imensamente ao projeto Vaga Lume pelo apoio que tem dado à todas as comunidades, aos parceiros que acreditam no projeto. É uma honra muito grande poder fazer parte da família de vocês como mediadora e voluntária, e poder ajudar de alguma forma a minha comunidade.
    Obrigada!!!!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

1º Encontro de Adolescentes do Programa Rede 2021
Relatório de Atividades 2020: celebração das conquistas da rede Vaga Lume!
Menu