Depoimentos sobre os desafios Vaga Lume
Desafios da Quarentena
1 Comentário

Os Desafios Vaga Lume 2021 fizeram com que nós, jovens, crianças, adultos, tivéssemos contato com nossos conhecimentos e nossos próprios desafios enfrentados durante a pandemia, um período em que nos afastamos de tudo e de todos para a nossa própria proteção. Os desafios com perguntas simples e desafiadoras nos fizeram testar nossas habilidades de todas as formas; formas de pensar, agir e até mesmo de nos comunicar com nossos próprios sentimentos, e ainda poder transmitir tudo isso através de desenhos ou vídeos.

Meu maior desafio como mediadora foi espalhar essa informação para a comunidade para que todos pudessem participar.  Geralmente, no domingo pela manhã, eu aproveitava o momento do aviso (espaço dentro do culto dominical destinado para os avisos da igreja) para informar sobre o desafio da semana e como ele seria feito. À tarde, eu pegava um meio de transporte  (motor rabeta), minha máscara e o álcool em gel, e saía espalhando o desafio da semana que a Vaga Lume tinha enviado para as pessoas da comunidade. Aproveitava o momento também para orientar como iríamos realizar o desafio e como seria feito o recolhimento das atividades.

O ponto positivo, e o mais gratificante, era saber que o objetivo da semana tinha sido concluído, todo o esforço de espalhar o desafio pela comunidade tinha valido a pena. Na data marcada, os desenhos começavam a chegar, as próprias crianças traziam até mim de canoa, de rabeta, de barco e vinham de todas as direções.  Ou quando era o dia de gravação os convidados chegavam cedo. Dessa forma, todos participavam, e era notório o esforço deles para que seus desenhos ou imagens chegassem até a Vaga Lume.

Eu, como professora, mediadora e voluntária da Vaga Lume na Comunidade menino Deus, agradeço profundamente a oportunidade de poder contribuir de alguma forma com nossas crianças e poder ajudar para que os desafios chegassem a todos.

Texto escrito por Cristiane Silva Coelho.

Voluntária Vaga Lume na Comunidade menino Deus, Portel PA.

A voluntária Cristiane e seu filho Renan, na comunidade de Menino Deus, em Portel PA.

 

 

 

Artigos relacionados

1 Comentário. Deixe um novo

Tire suas dúvidas ou deixe seus comentários aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Conte-nos sobre um símbolo que representa a sua região.
Menu